Muitas pessoas não conseguem realizar seus sonhos, e ao invés de analisar os motivos que impediram tal conquista, se desanimam e desistem. Quantas vezes já escutei a frase: “nunca mais tento isso”. Mas, quando tenho oportunidade de ouvir como as coisas aconteceram, percebo que quanto mais longe chegaram, mais demonstram que alguns passos foram realizados sem reflexão, planejamento e movidos pela precipitação, dando passos maiores que podiam.

Mas, uma coisa que poucos pensam é se o empreendimento escolhido foi o certo. Você pode estar pensado: “O que? Como assim, o empreendimento certo???” Mas sim, é isso mesmo.

Você precisa analisar seu perfil, o que gosta de fazer e o que não gosta. Precisa analisar claramente, sem romantismo, o que sabe fazer e o que não sabe! Já vi pessoas que sonhavam em ter um minimercado, mas, anteriormente, nunca tinham trabalho em um, e depois de muitas dificuldades, perceberam que esse conhecimento prévio fez falta.

Não estou dizendo aqui que você não pode começar um negócio no qual nunca trabalhou antes, mas você precisa saber que a inexperiência na área na qual deseja empreender, sempre será um ponto fraco com o qual terá que lidar e correr atrás para superar.

O que quero explicar é que área de trabalho exige competências e habilidades específicas, além da injeção de recursos financeiros. É por isso que existem empresários e investidores.

Os empresários são aqueles que colocam a mão na massa e fazem o empreendimento acontecer. Os investidores são aqueles que não entendem nada do negócio, mas depositam sua confiança ao colocar dinheiro no empreendimento, para que, ao lucrar, ele possa ter sua porcentagem nos lucros.

Sendo assim, o empreendimento certo pode ser abrir seu próprio negócio, que seria o ideal, com certeza, mas se você sente insegurança, sente que ainda não está maduro o suficiente para lidar com compras, estoques, perdas, devedores etc, você pode usar os recursos que acumulou ao longo de seu processo de gestão financeira, para torna-se um investidor, e passar a receber lucros e dividendos de um negócio que já deu certo, que já é bem sucedido.

Observe o que registrei: “investir num negócio que já deu certo, que já está consolidado, que já tem certo tempo de existência”. E por que digo isso? Para que você tenha menores riscos ao investir seu dinheiro. Investir num negócio que está começando é muito arriscado. Há coisas que somente o tempo vão mostrar se é ou não um bom negócio. Enfim, analise seus pontos fortes e fracos, e verifique o que pode ser o empreendimento certo para você em cada etapa da vida, já que também não é necessário fazer a mesma coisa a vida inteira.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × cinco =